COMI MINHA FILHA QUANDO ELA DORMIA – incesto

COMI MINHA FILHA QUANDO ELA DORMIA – incesto
Ola pessoal, meu nome é **** Antônio mas por segredo vou revelar apenas o meu segundo nome, tenho três filhas uma com sete anos outra com nove, ambas frutos do meu segundo casamento, e a minha terceira se chama ****Claudia, está com 19 anos, fruto do meu primeiro casamento, gosto das minhas três mas sempre tive um carinho maior por Claudia, quando separei da minha ex esposa, Claudia tinha apenas 12 anos, e isso me fez afastar um pouco da minha filha porque eu tive que ir morar em outro estado me deixando distante da minha filha querida, e nesta nova cidade eu conheci uma esposa maravilhosa que me deu carinho, amor e duas filhas lindas.
Se passaram quatro anos que morava na nova cidade, e desde que me separei da minha ex esposa nunca mais tive contato pessoal com ela e minha filha, apenas por telefone, em nossas conversas eu e Claudia nos dávamos super bem, eu brincava com ela e ela retribuía gargalhadas de uma mocinha que não me lembrava nada a minha criançinha que ate pouco tempo estava nos meus braços brincando com meus cabelos. Eu comecei a sentir muita saudade de Claudia e pedi a ela que nas suas férias no mês de dezembro ela viesse me ver, pois não podíamos ficar tão distantes assim um do outro, ela aceitou, disse ta bom pai afinal de contas eu já vou ter terminado o segundo grau, eu achei ótimo pois assim ela poderia ficar um período maior perto de mim, e assim conhecer suas irmãs.
Era dezembro, e Claudia já estava no ônibus para vir pra minha casa, eu morrendo de saudade, fui ate a rodoviária e fiquei a esperar, muito ansioso, depois de cinco anos sem ver minha filha, pois já estava com 17 anos, eis que o ônibus chegou, eu olhei as pessoas descendo uma por uma, ate que vi descer uma linda moça morena clara, alta, cabelos longos, com um vestido preto super curto, quase mostrando a calcinha, eu olhei para aquelas belas pernas, aqueles seios que faltavam saltar pra fora do vestido, de tão salientes que estavam, eu fiquei a desejar por alguns segundos, ate que ela veio sorrindo em minha direção dizendo pai, o pai querido que saudade, eu ainda estava todo desconsertado, não acreditava que aquele posso de beleza era minha filha.´´ Nossa filha como vc cresceu eu so tenho 35 anos e sou pai de um mulherão desses, ela ficou rindo e a gente seguiu pra minha casa, estávamos de carro enquanto eu dirigia íamos conversando, e eu não parava de olhar para as pernas dela, estava cabeludinha e descolorida, eu estava sentindo uma atração diferente por minha filha, fique perguntando pra ela sobre namorado, ela riu e disse que tava namorando com um rapaz há 2 anos, eu fiquei excitado, pois será o que eles dois faziam quando estavam a sos, e comecei a pensar sozinho esse namoradinho deve estar comendo minha filhinha, com um corpo desses não há homem que resista, mas quando chegamos na minha casa o desejo so ia aumentando quando chegamos eu disse para ela deixar as coisas no quarto das crianças, que estavam viajando curtindo as férias com a mãe delas, e que nos íamos ter o mês inteiro para curtimos a sos, ela me abraçou e me deu um beijo no rosto, o paizinho querido quanta saudade, eu não disse nada pois diferente da minha filha so sentia um enorme desejo de deitá-la na minha cama e entrar naquela bucetinha, mamar naqueles seios que pareciam saltar pra fora do vestidinho preto que ela usava, e gozar naquela boquinha. Ela foi pro quarto e sentou na cama, sem querer ficou mostrando a calcinha branca, eu fiquei morrendo de tesão por minha filha, ela perguntou se eu me importava que ela tirasse o vestido na minha frente pois queria colocar uma sainha, é obvio que eu disse tudo bem, quando ela tirou o vestido meu pau subiu quando vi aquela bunda redondinha aqueles peitos durinhos, ela com uma calcinha fio dental branca, eu so pensava em fuder aquela bucetinha, ela pediu pra eu levar ela ate o banheiro pois ia tomar banho, durante o banho dela eu so pensava em entrar dento do banheiro e comer aquela filha deliciosa, mas me resisti, ela saiu so de toalha e com a calcinha e o sutiã na mão, foi pro quarto e esqueceu de fechar a porta, eu não resisti e fui espiala, quando a vi tirar a toalha mostrar aquela xaninha raspadinha, aqueles seios gostosos, ela passava creme sobre o corpo todo, eu tive que bater uma punheta para minha filha, cozei muito, e foi esse o meu oficio durante duas semanas, desde que ela chegou , pois todos esses dias, enquanto ela dormia eu entrava no quarto dela, levantava o edredom e percebi que ela so dormia de calcinha, eu começara a tocar aquela bucetinha, beijava, roçava o meu pau por cima da calcinha e começava a bater uma ali no quarto mesmo. Mas certo dia após um jogo na TV eu exagerei na bebida e ela me acompanhava tomando ice, eu me chapei, e comecei a fazer perguntas sobre sexo para ela, com a bebida ela estava toda safadinha, pois não tinha costume em beber, disse que depois que o namorado quebrou o cabaço dela eles fodiam todos os dias, e que tava sentindo falta dele, eu morri de ciúmes, mas tava com muito tesão, e fiquei ali com a cabeça dela no meu colo e pensando so em coloca-la pra chupar o meu pau, assim como ela fazia com o do namorado, ela dormiu ali mesmo no sofá, eu comescei a olhala de pés a cabeça e comecei a lisar suas coxas, subindo ate a calçinha, pois ela estava com uma sainha branca bem curtinha e uma calcinha vermelha, eu a levei nos braços pra minha cama, coloquei ela com as pernas abertas tirei a saia e a blusa e a deixei so de calcinha, tirei minha roupa, me deitei sobre a cama, coloquei a calcinha dela pro lado e fiquei olhado aquela xaninha raspadinha toda molhadinha, e comecei a chupar sua pererequinha, parecia que ela estava acordada, pois gozou duas vezes enquanto eu sulgava aquela bucetinha, mamava naqueles seios igual um bezerrinho, e não resisti coloquei minha filhinha de lado, abri sua bucetinha e comecei a roçar o meu pau sobre a xaninha toda gozada, abri com cuidado e coloquei a cabeçinha bem devagar, esperei um pouco pra depois enterrar o meu pau todinho na naquela xotinha apertadinha, comecei um vai e vem muito rápido, era tão apertadinha que parecia esta rasgando aquela bucetinha toda, eu soquei por uns cinco minutos e gozei em cima daquela bundinha deliciosa, ate hoje eu não sei se minha filha estava realmente dormindo, pois acho que ela estava acordada e estava gostando que eu a enrrabace, ou se foi pela bebida que fez com que ela pensasse que eu era seu namorado, ou talvez por achar que estivesse sonhando…

One thought on “COMI MINHA FILHA QUANDO ELA DORMIA – incesto

Deixe uma resposta

Ou

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>